Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

gestão de pessoas no pós-pandemia

Gestão de pessoas no pós-pandemia: como afeta o setor do plástico

A gestão de pessoas no pós-pandemia gera desafios para todos os segmentos. No setor do plástico, uma comunicação interna eficiente pode ajudar a driblar os problemas.

A gestão de pessoas no pós-pandemia exigirá grandes reformulações. No setor do plástico, bem como em outros segmentos econômicos, as mudanças devido à crise da COVID-19 ocorreram rapidamente. As medidas provisórias do Governo Federal provocaram uma onda de cortes e reajustes salariais. Ao mesmo tempo, o RH precisou se fortalecer para cuidar do bem-estar de seus colaboradores. 

Os desafios para o setor são enormes, e apontamos alguns deles a seguir. Acompanhe. 

Desafios do setor do plástico na gestão de pessoas

O momento é delicado e muito difícil. Apesar da pandemia, as indústrias do setor do plástico, porém, já vislumbram uma luz no fim do túnel. Os indicadores apontam que o momento mais duro para a indústria ficou para trás. Nesse momento, em que as fábricas se encontram em transição, retomando parcialmente suas atividades, a gestão de pessoas no pós-pandemia enfrentará alguns desafios para garantir um retorno seguro de seus colaboradores. 

Curto tempo de resposta

Antes da pandemia, o profissional de RH responsável pela gestão de pessoas já reunia muitas responsabilidades. Ser parceiro do negócio, realizar uma gestão eficiente de custos e recursos, alavancar a produtividade e os resultados: tudo influencia diretamente no desempenho de uma indústria do plástico. No entanto, isso não basta neste momento. É preciso muito mais dinamismo, flexibilidade, prontidão e adaptabilidade. 

Ninguém esperava por uma pandemia e, por isso, não houve um preparo para lidar com suas consequências. Os impactos do coronavírus na indústria são muitos - e não há tempo para longos debates sobre eles. Apesar de o momento demandar análise cautelosa quanto à situação dos colaboradores, é preciso ter agilidade na resposta para que a empresa sobreviva. 

E soma-se a esta prontidão a empatia e o respeito ao próximo, mesmo que decisões difíceis sejam tomadas. Realizar uma boa gestão de pessoas no pós-pandemia dependerá de unir esses fatores.

Maior atenção ao clima organizacional

Clima organizacional indica a satisfação dos membros de uma empresa. Essa pode se relacionar a diferentes aspectos da indústria, como modelo de gestão, políticas de RH, valorização profissional, processo de comunicação e identificação com a empresa. E cuidar desse clima, certamente, é um enorme desafio para a gestão de pessoas no pós-pandemia.

Afinal, se já não ocorreu, ainda poderá acontecer o desligamento de um número significativo de trabalhadores. Isso gera uma grande insegurança nos colaboradores, o que é bastante compreensível. Haverá fiscalização do uso de máscaras e distanciamento para preservar a saúde das pessoas? Será preciso cuidar de perto desta questão, que também gera insegurança.

Em suma, muitos aspectos do clima organizacional podem não ser atingidos neste momento se não houver grande atenção ao contexto.

Comunicação é a chave da gestão de pessoas no pós-pandemia

A gestão de pessoas no pós-pandemia dependerá de uma comunicação eficiente para lidar com os desafios. Por parte da empresa, é preciso passar o máximo de segurança aos seus colaboradores. Isso significa conscientizar sobre as medidas sanitárias e dar meios a todos para que possam cumpri-las. Também quer dizer investir na comunicação interna para ganhar a confiança do colaborador em um momento de crise.

Para Elizeo Karkoski, Diretor Executivo da P3K Comunicação, agência especializada em Comunicação Interna estratégica e Endomarketing, “a transparência da empresa é que vai trazer segurança para um retorno tranquilo. Sugerimos que as empresas façam ambientação dos espaços comuns trazendo informações que direcionem a atuação desse colaborador quanto às recomendações e fale sobre os novos hábitos de segurança e higiene, como distanciamento mínimo, cuidado com a higienização das mãos e objetos, limite de pessoas nas copas e estações de trabalho, utilização de máscaras”.

O especialista ainda pontua que o tom informacional deve ser claro e objetivo quanto às regras, mas a comunicação deve trazer conforto para as pessoas: “As pessoas devem sentir que a empresa está de fato preocupada com a saúde dela na volta ao trabalho por meio de comunicações leves também, dando um tom que complementa as informações. Recomendamos sempre que haja um mote, um slogan, que demonstre essa preocupação alinhada aos valores da organização."

A gestão de pessoas no pós-pandemia enfrentará desafios no setor do plástico. No entanto, a comunicação interna eficiente pode ajudar a driblar os problemas e colocar a empresa no rumo da sustentabilidade financeira novamente.

Além disso, é preciso ter um olhar completo para a indústria. Veja algumas dicas práticas para realizar uma gestão de crise!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar