Gestão

Softwares de gestão aumentam produtividade na indústria do plástico

A tecnologia está cada vez mais presente no dia a dia das indústrias do plástico. E os gestores já têm percebido os resultados. O investimento em softwares voltados para a gestão tem contribuído bastante para a melhoria dos processos industriais e o aumento da produtividade. O recurso está revolucionando a forma de administrar a indústria ao facilitar a execução de tarefas, integrar todos os setores da empresa e contribuir para que ocorra uma melhor distribuição da informação e a coleta de dados ao longo da realização de atividades no chão de fábrica.

Além disso, os softwares de gestão estão alinhados à proposta da Manufatura Avançada, que visa a integração entre pessoas, máquinas, espaços (físicos e virtuais) e ferramentas tecnológicas, de modo a promover uma produção autônoma e diferenciada. Dessa forma, criam-se as chamadas “fábricas inteligentes”, com capacidade de prever falhas no processo de produção e se adaptar aos requisitos e às mudanças não planejadas.

Os sistemas de gestão empresarial

Conhecidos como ERPs (do inglês, Enterprise Resource Planning), os sistemas de gestão empresarial oferecem inúmeras vantagens para os gestores da indústria do plástico. Eles nada mais são do que softwares que facilitam a organização geral das corporações e o acompanhamento de todo o processo produtivo, contribuindo significativamente para o aumento da produtividade e a tomada segura de decisões.

“As empresas recém-criadas costumam começar suas atividades somente com planilhas, sem um sistema de gestão propriamente dito. Mas à medida que o volume de negócios aumenta, o preenchimento dessas planilhas passa a se tornar trabalhoso, fazendo com que os gestores passem a perceber os benefícios proporcionados pelo sistema gestão empresarial”, explica Cláudio Walter, sócio-diretor da Maxiprod, empresa de sistemas ERP online.

Na prática, com o ERP escolhido, é possível cadastrar os processos e a composição de cada produto (receita, fórmula, ficha técnica, etc.). Dessa forma, o sistema, ao receber os pedidos de venda, verifica o estoque de itens acabados e o de insumos, calculando, assim, quanto precisa ser fabricado internamente e o que (e quando) deve ser comprado.

Graças à tecnologia, também dá para integrar os diversos setores da indústria do plástico, em um processo no qual todos os dados passam a ser interligados e mais facilmente compreendidos, tornando mais ágeis a descoberta e a solução dos problemas que comumente ocorriam na indústria.

Uso eficaz do software de gestão na indústria do plástico

A tendência atual aponta para o do uso de sistemas de gestão online ou web”. Neste caso, todo o sistema fica “na nuvem”. Portanto, não há investimento inicial em servidores, softwares de banco de dados, entre outros. Basta uma conexão com a internet. “Com isso, baixam-se sensivelmente os custos dos ERPs, permitindo a sua adoção até mesmo por empresas pequenas, pois não há investimento inicial e o preço da assinatura mensal é proporcional à quantidade de usuários”, ressalta o especialista da Maxiprod.

Para as empresas que utilizam planilhas, grande parte dos cadastros (produtos, clientes, fornecedores, etc.) pode ser importada, dispensando a repetição de digitações. Além disso, os fornecedores de ERPs costumam oferecer um período de teste gratuito para que a indústria verifique se a solução atende às suas necessidades.

“Os novos sistemas tendem a ser bastante ‘amigáveis’, permitindo que muitas indústrias aprendam sozinhas’ –  ou quase sozinhas, já que sempre haverá o apoio do fornecedor. Há, também, a possibilidade de contratar o serviço de treinamento, presencial ou remoto, de acordo com as necessidades específicas de cada empresa”, afirma Cláudio Walter.

Por essas e outras, os softwares de gestão são diferenciais competitivos importantes para a cadeia produtiva da indústria do plástico. E optar pelo uso dessa tecnologia é, portanto, algo que influenciará diretamente nos resultados a médio e longo prazo.

Quer saber mais sobre o papel dos softwares de gestão na indústria do plástico? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e confira mais detalhes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *