Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Conheça o PLA e sua aplicação na fabricação de bioplásticos

Conheça o PLA e sua aplicação na fabricação de bioplásticos.png
Biodegradável e renovável, o PLA é aplicado na fabricação de bioplásticos com grande eficiência, desde embalagens até filamentos de impressoras 3D

A busca pela sustentabilidade e pela inovação se faz cada vez mais presente no modelo de negócio das indústrias do plástico. Com isso, o uso de materiais biodegradáveis, caso do PLA, é crescente.

O PLA (ácido polilático) é um termoplástico biodegradável de origem natural, obtido através de fontes renováveis, como é o caso do amido de milho ou da cana-de-açúcar.

Dessa forma, este bioplástico possui todas as características para substituir o plástico tradicional em um grande número de embalagens.

Mas você sabe o que, de fato, é o PLA e suas aplicações na indústria do plástico, você conhece? Acompanhe.

O que é o PLA (Ácido Polilático)?

O PLA é um termoplástico biodegradável de origem natural e produzido a partir de diferentes fontes renováveis.

Sua produção ocorre pela ação de bactérias sobre vegetais ricos em amido. A fermentação realizada por essas bactérias produz grandes quantidades de ácido lático, que se unem em cadeias de repetição formando este versátil polímero.

Segundo a Associação Brasileira de Biopolímeros Compostáveis e Compostagem (ABICOM), o PLA é obtido a partir do monômero ácido lático (AL) através de reação de policondensação direta e pela polimerização por abertura de anel do lactídeo.

“Como características, o PLA é um range de diferentes bioplásticos sendo biodegradável, renovável, reciclável mecânica e quimicamente”, diz a ABICOM.

Vantagens do uso do PLA na indústria do plástico

Quando comparado a outros plásticos comumente utilizados na fabricação de embalagens e demais produtos, o PLA possui vantagens que estimulam sua adoção na indústria do plástico.

Inicialmente, este tipo de plástico é biodegradável, se decompondo em cerca de doze semanas. Já os plásticos tradicionais, feitos à base de petróleo, levam séculos para se decompor.

Sua fabricação é também muito mais ecológica. Pesquisas indicam que as emissões de carbono associadas à produção de PLA são 65% inferiores em comparação com o plástico comum. O uso de energia também é menor.

Por fim, no futuro, o PLA poderá ser reciclado. Este bioplástico pode ser decomposto em um processo de despolimerização térmica ou por hidrólise.

Mas, até que este processo se torne mais comum, a recomendação é promover o descarte da embalagem por meio da compostagem.

Como desvantagens, podemos citar a baixa resistência ao impacto e ao calor do PLA, já que este bioplástico não suporta temperaturas superiores a 50 graus centígrados.

Para minimizar esta vulnerabilidade, fibras naturais, plastificantes orgânicos ou uma mistura de plásticos podem ser utilizados na fabricação dos diversos itens a base de PLA, melhorando a resistência.

Em contrapartida, este é um tipo de bioplástico que suporta facilmente temperaturas abaixo de zero, sem quaisquer alterações de suas características.

Por isso, embalagens a base de PLA são ideais para o acondicionamento de produtos resfriados ou à temperatura ambiente já que, diferentemente do plástico tradicional, não liberam quaisquer substâncias tóxicas nestas condições.

Aplicações do PLA na indústria do plástico

Na indústria de plástico, o range de aplicações do PLA é bastante amplo.

“Hoje, temos PLA em todos os processos de fabricação de plásticos. Este bioplástico substitui polímeros de origem fóssil em diversas aplicações finais e processos”, indica a ABICOM.

Diante disso, a adoção mais ampla de PLA está, segundo a ABICOM, na substituição dos plásticos descartáveis de uso único. “Isto se deve a sua característica de compostabilidade em ambiente industrial”, complementa.

Dentre os processos em que o PLA pode ser utilizado, temos: injeção, injeção de parede fina, termoformagem e fabricação de filmes.

Dessa forma, o PLA pode ser usado em embalagens alimentícias, cosméticas, sacolas plásticas de mercado, garrafas, canetas, tampas, frascos, copos, pratos, dispositivos médicos, tecidos não-trançados e entre outros.

Por fim, a ABICOM destaca a importância e amplo uso do PLA na fabricação de filamentos de impressão 3D: “nestas impressoras, o PLA já é o bioplástico mais utilizado”.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar