Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sapato-vegano-insecta - Resíduos da indústria

Resíduos da indústria do plástico podem ser transformados em novos produtos; saiba mais

Transformar resíduos da indústria em novos produtos, como sapatos e acessórios, pode ser oportunidade de negócio.

Encontrar novas formas de incentivar a reciclagem, a economia circular e a diminuição de desperdícios e produção de resíduos. Esses são desafios comuns a indústrias do setor plástico de diversos portes. A transformação do resíduo plástico em novos produtos é uma das respostas possíveis.

A Insecta Shoes, primeira empresa a fabricar sapatos e acessórios veganos no Brasil, demonstra algumas possibilidades nesse contexto. Atuando com foco no conceito ecológico e consumo consciente, os sapatos e acessórios da marca são produzidos a partir de materiais como garrafas PET recicladas, algodão reciclado, borracha reaproveitada, peças de roupas usadas, tecidos de reuso e resíduos da produção que seriam jogados fora.

A marca produz também planners, bolsas e mochilas. “A ideia é aumentar ao máximo a vida útil dos materiais que já estão pelo mundo. Fazemos parceria com qualquer indústria que faz sentido e contribui para o mundo e nossa rede produtiva como um todo”, comenta Barbara Mattivy, fundadora da empresa.  

Histórico e sustentabilidade

Desde 2014, já foram utilizadas para a produção dos itens mais de 21 mil garrafas de plástico, 2 mil metros de tecido reaproveitado, 1 tonelada de algodão reciclado, 1600 kilos de caixas de papelão, e mais de 7 mil kilos de borracha reciclado, e nenhum animal explorado.

A marca também aposta no conceito de sustentabilidade social. A produção é feita localmente em Porto Alegre, proporcionando um trabalho fixo às artesãs locais, com remuneração justa e assim estimulando a economia local.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar