Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

novos materiais para impressão 3D

Indústria do plástico: novos materiais para impressão 3D

Os novos materiais para impressão 3D geram oportunidades para o plástico, a parceria entre empresas e indústrias químicas abre ainda mais caminhos. Saiba mais!

Novos materiais para impressão 3D podem trazer grandes oportunidades para um mercado que vem crescendo ao longo dos últimos anos. Apesar do crescimento, o segmento ainda busca formas de se estabilizar como um grande player para o setor do plástico. Novidades em produtos, impressoras e materiais afetam diretamente os setores, tanto dos fornecedores de resinas e polímeros quanto dos transformadores. 

Nesse contexto, abordamos um pouco sobre como os novos materiais para impressão 3D abrem portas para o crescimento desse mercado e o que se pode esperar para o futuro próximo.

Mercado “turbinado” com novos materiais para impressão 3D

A tecnologia 3D alcançou um patamar significativo recentemente. Velocidade, precisão da impressão e redução de custos do equipamento já são ganhos relevantes dos últimos anos. Mas um fator tão ou mais importante do que tudo isso são os novos materiais para impressão 3D. Essa evolução fez com que diversos setores, como a indústria do plástico, enxergassem tal equipamento como algo útil e fundamental para o desenvolvimento de suas criações.

Tiago Marin, diretor da Wishbox Technologies, empresa que trabalha com a venda e a distribuição de tecnologias, traz os motivos dessa evolução: “O mercado de impressão 3D apresentou um rápido crescimento desde 2013, impulsionado pelos equipamentos desktop que tiveram um papel importante na popularização da tecnologia. O barateamento de tecnologias de manufatura aditiva, com a queda de patentes, foi um fator essencial para o desenvolvimento desse mercado. Com o crescimento, houve também muitos investimentos de empresas para inovação das tecnologias, o que vem proporcionando equipamentos mais precisos e confiáveis para uso profissional”.

Polímeros

Marin destaca que a projeção de crescimento para os próximos 5 anos é de quase 30%, conforme a consultoria Mordor Intelligence. Dentre as perspectivas de novos materiais para impressão 3D, ele frisa os polímeros. 

O diretor explica: “Fabricantes de impressoras 3D líderes de mercado, como a Ultimaker, tem consolidado parcerias com empresas fabricantes de polímeros para o desenvolvimento de filamentos para engenharia, com propriedades especiais para diversas aplicações, a exemplo de materiais com carga de fibra de carbono ou fibra de vidro para maior rigidez e resistência, entre muitos outros com propriedades antiestática, antichama, elástica, resistente a químicos, etc.”

Polipropileno para impressão 3D 

Thiago Raimundo, Gerente de Desenvolvimento de Negócios de 3D da HP, traz o exemplo de sua empresa, que, em junho de 2020, lançou um material inovador: o polipropileno (PP) para a manufatura aditiva.

“Expandir mercado de impressão 3D e possibilitar novas aplicações”. Essas foram as palavras que a HP utilizou ao lançar o novo polipropileno para impressão 3D, viabilizado pela BASF: o HP 3D High Reusability PP. 

O PP é um dos plásticos mais utilizados na indústria geral, sendo o campeão de uso na indústria automobilística. O lançamento da HP vem para somar aos materiais que a empresa já vinha trabalhando, como PA11, PA12 e TPU. Thiago Raimundo ressalta que “o material é versátil, durável e quimicamente resistente, cujo excedente pode ser 100% reutilizado”.

O Gerente de Desenvolvimento de Negócios de 3D da HP explica que a empresa “conta com um portfólio de impressoras 3D para as diferentes necessidades da indústria, desde impressoras com finalidade para a produção de lotes de peças seriadas em média escala, até impressoras mais dedicadas para o uso de engenharia e prototipagem, mantendo em todas as linhas de impressoras 3D o mesmo conceito de resistência mecânica, velocidade de impressão e acabamento muito superior ao das outras tecnologias de Manufatura Aditiva (comparada até mesmo a peças plásticas injetadas ou usinadas, tamanha a qualidade em detalhes que as impressoras 3D da HP podem chegar)”.

Produção na indústria automobilística

O PP é um material de baixa absorção de umidade, excelente resistência química e longa durabilidade. Novos materiais para impressão 3D de polipropileno poderão ser aplicados ao setor automobilístico devido às suas propriedades: ele é ideal para sistemas de fluidos, tubulações e contêineres. Montadoras podem aplicá-lo em prototipagem e produção de peças finais dos veículos, seja no interior, exterior ou sob o capô.

O novo PP ainda minimiza o desperdício na manufatura industrial e proporciona alta produtividade.

Os novos materiais para impressão 3D geram oportunidades para o plástico. A parceria entre empresas e indústrias químicas pode expandir ainda mais as possibilidadespara o segmento, que tende a ganhar ainda mais espaço nos próximos anos. 

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar