Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sustentabilidade e inovação: o futuro da indústria do plástico

sustentabilidade e inovação na indústria do plástico.png
Sustentabilidade e inovação podem ser parte do modelo de negócio das indústrias do plástico com a adoção de práticas simples. Veja como!

Sustentabilidade e inovação podem ser parte do modelo de negócio das indústrias do plástico? Sem dúvidas. Há uma grande discussão ao redor do mundo sobre as formas de produção e descarte do plástico. E há também uma série de práticas que os negócios vêm adotando para serem mais sustentáveis e lucrativos.

Conheça!

A necessidade de uma indústria sustentável

Nas últimas décadas, adotamos uma postura inconsequente no uso dos recursos naturais. O caminho sustentável se tornou uma escolha óbvia e necessária. 

Guilherme Wolf Lebrão, professor doutor de Engenharia dos Materiais do Instituto Mauá de Tecnologia (IMT), é bastante preciso ao pontuar a questão da sustentabilidade e inovação na indústria. Ele destaca que há pesquisas apontando que a adoção das práticas sustentáveis nos negócios é mais do que viável:

“Existe um consenso cada vez maior entre as pessoas, principalmente os jovens, de que sustentabilidade é bom e importante e eles querem fazer, consumir e usufruir do que é sustentável. Como exemplo podemos dizer que os clientes não se importam em pagar mais por embalagens plásticas sustentáveis ou biodegradáveis, segundo uma pesquisa da McKinsey & Company”.

Além da mudança de comportamento do mercado, em que o consumo é cada vez mais consciente, uma atividade sustentável fortalece a imagem da empresa perante o público, bem como promove maior moral e fidelidade dos funcionários, gerando mais produtividade e lucros para essas empresas.

Mas não só isso. Lebrão entende que “dentro das empresas sustentáveis, programas de reciclagem ou controle de desperdícios, além de gerarem mais lucratividade, abrem novas oportunidades de negócios”.

Sustentabilidade e inovação: presente e futuro

Falar em sustentabilidade e inovação para a indústria do plástico é pensar na necessidade atual, mas também nas oportunidades de negócios futuros. Atualmente, a cobrança pela responsabilidade ambiental é enorme - e com razão. No entanto, as indústrias podem se aproveitar do momento para readequar suas práticas e ampliar o escopo de suas atividades. Não à toa, vemos a indústria da reciclagem com ampla margem de crescimento.

No tocante à adequação, mostramos, a seguir, como a Radici Plastics vêm modificando sua produção para um caminho de sustentabilidade e inovação.

Aterro zero, logística reversa e redução energética

Um interessante caso que trata diretamente do tema sustentabilidade e inovação é a Radici Plastics, indústria italiana de tecnopolímeros, situada em Araçariguama (SP). Com um investimento global de milhões de euros em ações, a empresa aprimorou suas instalações com tecnologias de ponta para otimizar processos, aumentar a segurança e promover a sustentabilidade de forma integrada.

De acordo com Jane Campos, CEO da Radici Plásticos do Brasil e América do Sul, o comprometimento da indústria do plástico com a sustentabilidade é fundamental. 

Ela explica: “toda nossa gestão é baseada na segurança, na inovação e no crescimento equilibrado para manter uma relação harmoniosa entre o indivíduo e o meio ambiente, protegendo e preservando seus recursos naturais, bem como garantindo a segurança das pessoas que trabalham na empresa e para a empresa”.

E como sustentabilidade e inovação se manifestam nas ações da empresa? São quatro frentes principais:

  • Programa OCS (Operation Clean Sweep): projeto dedicado a auxiliar todas as operações de manuseio de resina plástica a atingir perda zero de grânulo, evitando que cheguem aos oceanos e no Brasil. 
  • Aterro zero: destinação adequada de todos os rejeitos gerados pelas atividades fabris e administrativas, com encaminhamento para reciclagem, coprocessamento ou incineração. 
  • Redução de consumo energético e hídrico: substituição da iluminação de LED no interior da fábrica e introdução de equipamentos e periféricos de produção mais eficientes.
  • Logística reversa: redução e conscientização a respeito de recursos, desde um rígido controle de impressões até a reutilização de embalagens “big-bags” e pallets. 

Envolvimento do cliente

Jane menciona que a Radici segue três pilares no assunto sustentabilidade e inovação: ecologicamente correto, economicamente viável e socialmente justo. Além disso, adotam o conceito dos 5Rs: reduzir a geração de resíduos, repensar atos e atitudes do consumo, reutilizar aumentando a vida útil do polímero, reaproveitar a matéria-prima e não consumir produtos que geram impacto, e reciclar transformando.

Uma prática muito interessante adotada em 2020 neste sentido foi uma ação conjunta com seus clientes. A CEO conta que, “com a escassez de matéria-prima e, por sua vez, de embalagens, que ocorreu o ano passado, articulamos a devolução de algumas embalagens com os clientes e, com isso, entendemos que essa logística reversa era não só uma ação possível, como ecologicamente correta e lucrativa”.

Sustentabilidade e inovação na indústria do plástico são necessárias no presente e fundamental, também, para o futuro. Há diversas práticas que podem ser adotadas neste sentido pelos gestores industriais, como demonstramos.

Conheça as tendências globais sobre plástico!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar