Inovação, Oportunidades

Injeção 4.0: entenda como o processo pode ser modernizado

No cenário da Manufatura Avançada (ou Indústria 4.0, se preferir), diversas mudanças no que diz respeito ao funcionamento do chão de fábrica podem ser observadas. Afinal, conceitos cada vez mais tecnológicos estão substituindo gradativamente o esforço repetitivo. E embora muitas práticas continuem valendo quando o assunto é o processo de injeção na indústria do plástico, alguns benefícios também poderão ser vistos, conforme explica Paulo Roberto dos Santos,  sócio-diretor da Zorfatec Consultoria.

“O avanço acontecerá nas etapas complementares do processo de injeção, nos quais a aplicação das tecnologias habilitadoras proporcionará muito mais controle, e a integração com robôs e máquinas inteligentes tornará a movimentação de materiais muito mais eficiente e competitiva.”

Também cabe ressaltar que a injeção 4.0 – termo que envolve a aplicação do conceito da Manufatura Avançada –, permitirá um ganho de desempenho, desde o processo de gestão do ferramental, que pode passar a ser automatizado e integrado com células responsáveis por fazer a limpeza, o controle e a medição de moldes.

Além disso, na mesma célula, sistemas de análise de imagem e medição podem fazer a verificação completa das características funcionais e dimensionais das peças. Após as verificações, softwares podem analisar e indicar as eventuais correções a serem processadas. Dessa forma, todo o processo de manutenção das ferramentas passa a ganhar em velocidade e qualidade, assegurando a disponibilidade do ferramental em perfeitas condições.

Cabe destacar, ainda, os avanços proporcionados à injeção 4.0 por meio da inteligência artificial, a chamada IoT.

“Com esse novo recurso, os sistemas proporcionarão o autoajuste dos parâmetros de processo, além de aprenderem continuamente sobre os melhores parâmetros de injeção”, comenta Santos.

Investimento demandado para a injeção 4.0

O sócio-diretor da Zorfatec esclarece que o investimento na injeção 4.0 está relacionado com a estratégia a ser adotada pela empresa.

“Em princípio, para uma empresa se preparar para a Indústria 4.0, ela não necessariamente tem que investir muito em automação”, avalia.

Depois de definir a estratégia, será possível compreender quais produtos serão necessários para atender o que se almeja, assim como os processos que serão utilizados e as tecnologias que oferecem o melhor desempenho para que eles funcionem bem  – ou seja, o investimento em tecnologia irá depender da estratégia utilizada para a empresa se posicionar  no mercado, podendo ocorrer de modo gradual.

Benefícios da injeção 4.0

Como já falamos em outras oportunidades, a Manufatura Avançada (Indústria 4.0) como um todo traz muitos benefícios para as empresas. No caso da injeção 4.0,  pode-se destacar os seguintes aspectos:

Produção em massa de partes individualizadas

A integração horizontal permite a fabricação econômica de peças individuais e personalizadas. Para isso, todos os elementos envolvidos na cadeia de valor são projetados para máxima adaptabilidade e versatilidade.

Produção eficiente e flexível

O encaminhamento e o uso de todas as informações relevantes, no sentido de integração vertical, permitem a otimização autônoma dos processos de produção existentes.

Análise preditiva de processos com Big Data

A importância do aspecto digital dos processos para a previsão e otimização da qualidade da peça e do fluxo do processo está aumentando constantemente. As ferramentas de software melhoram a precisão das previsões de qualidade e, assim, permitem a otimização de todo o ciclo de vida do produto.

Manutenção prescritiva e inteligente

Com ferramentas de análise de dados, a manutenção passa a antecipar possíveis ocorrências, permitindo o planejamento avançado da manutenção.

Você pensa em adorar a injeção 4.0 em sua empresa? Deixe sua mensagem no campo de comentários abaixo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *