Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Sitemap


Articles from 2020 In August


Tecnologia, pesquisa e desenvolvimento em reciclagem: o que há de novo no setor

Tecnologia, pesquisa e desenvolvimento em reciclagem

Máquinas, equipamentos, técnicas: tudo é objeto de pesquisa para aprimorar ainda mais o segmento de reciclagem, que ainda não explorou todo o seu potencial no Brasil. A pesquisa e desenvolvimento em reciclagem é uma área promissora e capaz de movimentar o mercado produtivo de toda a cadeia.

A reciclagem gerou R$70 milhões entre 2017 e 2018, segundo dados do primeiro Anuário da Reciclagem, elaborado pela Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (Ancat) e parceiros. E poderia gerar mais.

Considerando este contexto, preparamos este material, com as novidades no setor de reciclagem. Aqui, falamos brevemente do cenário brasileiro e trazemos as inovações ao redor do mundo.

Pontuamos, também, a reciclagem de materiais complexos, os produtos com maior índice de reciclabilidade e as inovações de plásticos e aditivos. 

Tecnologia, pesquisa e desenvolvimento em reciclagem

Faça o download gratuito do e-book "Tecnologia, pesquisa e desenvolvimento em reciclagem" clicando no botão abaixo!

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de Mundo do Plastico lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Modernização: soluções acessíveis para a indústria 4.0

soluções acessíveis para a indústria 4.0

O conceito de Indústria 4.0 apareceu na Alemanha, em 2011, para descrever o foco na customização da produção. Uma série de documentos orientaram a “jornada para a Indústria 4.0”, publicados pela ACATECH - Academia Alemã de Ciência e Engenharia. A ideia era produzir um lote econômico de uma unidade - e isso tem direta relação com a modernização e soluções acessíveis para a indústria.

Não só a transformação digital orientaria essa disrupção, mas também a mudança de conceitos. No entanto, as soluções acessíveis para a indústria 4.0 que podem modernizar uma fábrica orientam todo o processo. Conheça algumas delas a seguir!

Os caminhos para a indústria 4.0

Antes de apontar as soluções acessíveis para a indústria, os gestores industriais devem orientar seu padrão de pensamento e comportamento no sentido da Indústria 4.0. Antonio Carlos Dantas Cabral, Professor de Engenharia de Produção do Instituto Mauá de Tecnologia, explica que “iniciar essa jornada não requer investimentos grandes ao contrário do que se pensa, erroneamente. Exige conhecer minuciosamente os processos de modo a reduzir perdas e eliminar desperdícios para, depois, poder digitalizá-los (início da transformação digital) e simular melhorias que aumentem a produtividade”.

O professor entende que “o passo seguinte é aplicar um dos roteiros de avaliação do Índice de Maturidade dos diversos setores da empresa, ACATECH por exemplo, para estabelecer a estratégia de implantação dos conceitos e de algumas das muitas tecnologias habilitadoras. Não são escolhas fáceis nem de implantação rápida e, por isso, o emprego da palavra jornada”.

Em outras palavras, é preciso começar se aprofundando nos processos para eliminar desperdícios e perdas, atingir um grau de maturidade na gestão e, só então, investir em tecnologias eficientes.

E quais são as possíveis soluções acessíveis para a indústria 4.0?

Soluções acessíveis para a indústria 4.0

Para caminhar rumo à Indústria 4.0., é preciso ter uma preparação, como apontou Cabral. Não importa o estágio de modernização da empresa, essa etapa é imprescindível. O professor e físico Mauro Andreassa destaca que o começo está no conhecido “5S”, os sentidos de limpeza, ordenação, utilização, disciplina e saúde. Lembra-se do housekeeping?

No entanto, Andreassa pontua como uma das soluções acessíveis para a indústria 4.0 a Manutenção Produtiva Total.

Manutenção Produtiva Total – Total Productive Maintenance (TPM)

A Manutenção Produtiva Total (TPM), desenvolvida no Japão, é um sistema que elimina perdas, diminui custos, reduz interrupções e garante a qualidade contínua dos processos industriais. Essa solução engloba todos os funcionários que participam do ciclo produtivo de uma fábrica.

A prática, como explica Andreassa, é simples: “o pessoal da produção cuida das máquinas e equipamentos, evitando quebras, permitindo entregar os pedidos dentro do prazo e evitando custos de horas-extras para compensar perdas imprevistas”.

São 8 os pilares da TPM;

  • Segurança, Saúde e Meio Ambiente;
  • Manutenção da Qualidade;
  • Educação e Treinamento;
  • Manutenção Autônoma;
  • Manutenção Planejada;
  • Gestão Administrativa;
  • Melhorias Específicas;
  • Controle Inicial.

Value Stream Mapping - VSM

Outra prática que Andreassa aponta como uma das soluções acessíveis para a indústria 4.0 é o mapeamento de fluxo de valor (VSM), ou mapeamento de fluxo de material e informações.

Neste método de gerenciamento lean (metodologia de práticas que agregam valor aos produtos com a menor taxa de desperdícios), analisa-se o estado atual para projetar um estado futuro da série de eventos, que abordam desde o início do processo do produto/serviço até a entrega ao cliente.

Mauro destaca que é necessário “amar o chão de fábrica, o já famoso ‘gemba’ na linguagem lean. É neste palco de oportunidades que um show diário acontece – onde se ganha ou eventualmente, se perde dinheiro. Oportunidades que chegam aos nossos olhos quando fazemos o mapeamento da cadeia de valores – o Value Stream Mapping – VSM”.

Isso porque a ferramenta traz controle visual ao gestor, além de ser facilmente interpretada. Com a visualização de todo o processo, é mais fácil implementar a melhoria contínua e garantir altos padrões de qualidade.

TPM e VSM são duas soluções acessíveis para a indústria 4.0, que colocam uma empresa no caminho da eficiência. Sem tecnologias “mirabolantes”, elas implementam um conceito de menor desperdício e maior qualidade. No entanto, para que funcionem bem, devem abranger desde o chão de fábrica até a alta cúpula.

Qual solução da Indústria 4.0. sua empresa já pode adotar? Conte nos comentários!