Gestão

Saiba como montar uma boa equipe de trabalho na indústria do plástico

Mesmo em tempos de Manufatura Avançada (Indústria 4.0), robótica, inteligência artificial e outros recursos provenientes dos avanços tecnológicos, ter uma boa equipe de trabalho continua sendo fundamental para a excelência organizacional das empresas na indústria do plástico.

A recrutadora Carolina Maciel, da Consultoria Captar RH, explica que os profissionais precisam ser, acima de tudo, capacitados para as tarefas que irão desempenhar, independentemente de seu grau de escolaridade, embora seja recomendável buscar por perfis mistos.

Na teoria, se o profissional da indústria tiver graduação, melhor, pois, em tese, ele possui mais conhecimento sobre a indústria, seus procedimentos e maquinários. Entretanto, a diretoria e a gerência precisam estar cientes de que o salário desse funcionário possivelmente será maior e, muitas vezes, a pessoa contratada terá muito mais conhecimento teórico do que prático”, ressalta.

Já Fabiane Nascimento,  consultora de RH , avalia que é importante priorizar, no momento de contratação, o profissional com cursos específicos voltados ao segmento da indústria, que tenha conhecimento de informática, experiência na área e bom relacionamento interpessoal.

Além disso, o trabalhador precisa acompanhar o ritmo de concorrência do mercado, qualificando-se para lidar com alta tecnologia. “Uma equipe de trabalho para o chão de fábrica não pode ser composta por funcionários que apenas desempenhem de modo automático e mecânico suas funções. Os gestores e recrutadores devem buscar profissionais que tenham capacidade analítica, vontade de aprender, flexibilidade, abertura à inovação e bom conhecimento técnico”, conclui.

Esta avaliação vai ao encontro dos resultados de uma pesquisa realizada pela consultoria Roland Berger, que concluiu que a inovação tecnológica e a automação nos processos estão gerando demanda por um novo perfil de profissionais. A partir dessas previsões, o trabalhador da indústria deverá exercer cada vez menos funções repetitivas, mas, sim, assumir tarefas mais estratégicas na linha produtiva e no controle de projetos.

Recrutamento interno  

Identificar bons talentos entre os profissionais que já atuam na empresa, que tenham perfil e interesse de se desenvolver para ocupar outras funções, pode ser estratégia viável para montar e melhorar a qualidade das equipes, além de contribuir para a motivação e a retenção dos bons times.

Caroline Maciel ressalta que, em muitos casos, a possibilidade de crescimento e os desafios apresentados acabam motivando mais os funcionários do que se fosse oferecido apenas um percentual de aumento de salário. Essa opção pode ajudar, ainda, a reduzir os índices de rotatividade, um problema recorrente nas indústrias.

Quer saber mais sobre assuntos de gestão na indústria do plástico? Continue acompanhando o nosso canal de conteúdo e até a próxima! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *