Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Pequenas Indústrias na Economia Circular

Entenda o papel das pequenas indústrias na economia circular

Entenda a importância das pequenas indústrias na economia circular e veja como ela pode representar uma excelente oportunidade de negócio.

A economia circular compreende o compartilhamento, reutilização, remanufatura e reciclagem de materiais. E, apesar de 70% das indústrias brasileiras não saberem o que o conceito significa, 76,4% delas adotam iniciativas de economia circular, de acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria - CNI.

Com isso, o papel das pequenas indústrias na economia circular é de extrema importância. "Acreditamos que as pequenas indústrias têm papel fundamental na reciclagem e na revalorização dos produtos, principalmente aqui no Brasil", ressalta a Comunicação ABIPET. 

No entanto, para entender melhor a importância das pequenas indústrias na economia circular, é preciso contextualizar como a logística reversa acontece na prática. Siga com a leitura e saiba mais sobre o tema!

Logística reversa

Nos últimos 50/60 anos houve uma grande mudança no estilo de vida dos brasileiros. Se, no passado, 80% da população vivia em regiões rurais, hoje essa situação se inverteu. Isso trouxe para as cidades milhões de brasileiros, com infraestrutura bastante deficiente. "Essa urbanização criou milhares de regiões em franco desenvolvimento em todo território brasileiro, somando mais de 5.750 municípios.  Obviamente, o consumo de produtos industrializados, alimentos e bebidas, passou a usar diversos tipos de embalagens para chegar a essas regiões, e certamente geram o que conhecemos como resíduo sólido urbano (RSU). Ou seja, nosso lixo doméstico", explica a ABIPET.

É justamente a partir do lixo doméstico que nasce a reciclagem, uma vez que muitos dos materiais de embalagens são nobres e podem ser reaproveitados. Esse é o caso do PET que, após ser reciclado, pode se transformar em matéria-prima para diversos outros produtos. Isso faz com que a vida útil seja prolongada e o material seja novamente útil para a sociedade. Esse plástico pode voltar para o mercado em itens como cordas, filamentos, mantas, travesseiros, carpetes, forros e revestimentos para a indústria automotiva, novas embalagens, brinquedos, etc.  

Dessa forma, partindo do princípio que o consumo e o descarte estão onde a população se estabelece, e que as cidades de diferentes tamanhos agrupam populações de diferentes números, é fácil entender que pequenas indústrias têm mais chance de sucesso ao se estabelecerem próximo a populações que gerem material suficiente para abastecer suas fábricas. "Uma empresa muito grande precisa se abastecer com logística de longa distância, o que gera custo adicionais", complementa a ABIPET.

Economia circular e valor agregado

Nesse cenário, as pequenas indústrias na economia circular podem, além de permitir o reuso do material, agregar valor à ele e fabricar novos produtos a serem comercializados na própria região.

"Apenas como exemplo, imaginem que uma pequena recicladora passe a coletar e reciclar embalagens plásticas e, com a matéria-prima recuperada, passe a produzir escovas e vassouras para a própria cidade e região.  É assim que muitas empresas começam e progridem com o tempo e com uma boa gestão, óbvio". Dessa forma, o impacto local é ainda maior. 

Com isso, observa-se o equilíbrio entre volume de material disponível para a reciclagem e o montante a ser investido, que leva a uma equação que pode facilitar o negócio de pequenas e médias empresas.

Além disso, o consumidor e as empresas estão mais conscientes e valorizam os produtos com apelos ecológicos. "Vários produtos podem ser fabricados com materiais reciclados, basta fazer uma boa pesquisa sobre a disponibilidade da matéria-prima, do produto a ser desenvolvido, montar um plano de negócios e trabalhar muito!", recomenda a ABIPET.

A importância das pequenas indústrias na economia circular

Além do aspecto ecológico e de mercado, as pequenas indústrias exercem um papel importante na economia circular: o econômico. Afinal, muito mais do que reduzir os impactos negativos, a economia circular gera oportunidades de negócio. Além disso, ela também permite benefícios ambientais e sociais.

Quer conhecer mais sobre as tendências do mercado plástico e as oportunidades de negócio? Então, não deixe de ler também este material sobre as tendências em embalagens plásticas para alimentos e bebidas!

*A ABIPET – Associação Brasileira da Indústria do PET é uma entidade que se dedica à reciclagem do PET há mais de 20 anos, com a participação de fabricantes de resina, transformadores de embalagens, recicladores e fabricantes de equipamentos de alta tecnologia.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar