• Mundo do Plástico is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

Inovação, Oportunidades, Reciclagem

Plástico biodegradável vs. fotodegradável: entenda as diferenças

Nos últimos anos, o mundo tem reconhecido a necessidade de reduzir a quantidade de material plástico desperdiçados e descartados. Além disso, a reciclagem e os reusos ganhm cada vez mais força. Nesse contexto, observa-se o crescimento de produtos como o plástico biodegradável e o plástico fotodegradável.

No entanto, apesar de possuírem a similaridade da orientação sustentável, cada um apresenta suas características próprias. Saiba a seguir quais são elas e quais as melhores aplicações.

Plástico biodegradável

O plástico biodegradável tem características físicas similares ao plástico convencional. É obtido por rota petroquímica, mas a sua composição química é diferente. É o que explica a pesquisadora do laboratório de biotecnologia industrial do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Maria Filomena Rodrigues.

“Para ser biodegradável, o plástico, quando submetido a condições de umidade e temperatura adequadas, deve ser transformado pela ação de microrganismos. Ele deve acabar convertido em CO2 e H2O”, destaca.

A biodegradação é vantajosa ao meio ambiente. Isso porque elimina certos contaminantes de origem orgânica, tais como fezes, detergentes, hidrocarbonetos, entre outros.

Entretanto, o tratamento pode não ser efetivo se o contaminante apresentar outras substâncias, como metais pesados. Nesses casos, por exemplo, é necessário um tratamento prévio. O tratamento irá propiciar condições para que as bactérias realizem sua função sem serem destruídas. A velocidade desse processo também se torna aceitável com o tratamento.

Plástico fotodegradável

Por sua vez, o plástico fotodegradável (plástico degradável com luz solar) é uma mistura de polietileno, muito utilizado em embalagens e sacolas, com um polímero orgânico. Ele se decompõe pelo menos duas vezes mais rapidamente do que o plástico comum, que se desfaz entre 20 e 30 anos.

“Existe pouquíssima informação sobre esse plástico na literatura científica. Mas, pelas informações que se tem, o filme de polietileno tradicional foi tratado com um componente secreto, que confere a característica de fotodegradação quando submetido à exposição a luz solar”, destaca Rodrigues.

Diferenças entre plástico biodegradável x fotodegradável

O plástico biodegradável bacteriano, por exemplo, é constituído por poliésteres de hidroxiácidos. Entretanto, o fotodegradável possui a mesma composição química de um plástico convencional – como, por exemplo, o polietileno.

Em relação à biodegradabilidade, o plástico biodegradável, após o descarte e em condições adequadas, pode ser convertido em CO2 e em H2O. Já o plástico fotodegradável, por ter a mesma composição química dos plásticos tradicionais, não é biodegradado. Ele precisa que aditivos sejam adicionados para favorecer a sua fragmentação em pedaços menores.

Além disso, o processo de produção de ambos é extremamente diferente. Isso porque o biodegradável passa por um processo de biotecnologia e o fotodegradável por um processo químico.

E então, ficou mais claro para você o que é plástico biodegradável e plástico fotodegradável?  Você já trabalha com esses insumos em sua indústria? Deixe sua mensagem nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *