• Mundo do Plástico is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

    This site is operated by a business or businesses owned by Informa PLC and all copyright resides with them. Informa PLC's registered office is 5 Howick Place, London SW1P 1WG. Registered in England and Wales. Number 8860726.

A Plástico Brasil, Inovação

Saiba qual é o passo mais importante em direção à Indústria 4.0

Você que trabalha todos os dias dentro de uma indústria de transformação do plástico saberia dizer quais são as principais dúvidas de quem deseja investir na Indústria 4.0?

Aproveitamos a presença de profissionais do Senai SP na 2ª edição da Plástico Brasil para buscar a resposta dessa pergunta. De acordo com Clemenson Carlos, instrutor de formação envolvido em projetos de Manufatura Avançada de empresas de diversos portes, a principal dúvida está relacionada às tecnologias.

“Ainda acham que são tecnologias caras, que é preciso começar com Inteligência Artificial. Mas não! Existem tecnologias viáveis com custo reduzido para facilitar a migração para a Indústria 4.0.”

Essas tecnologias mais acessíveis contam com IoT (Internet das Coisas) para conectar motores do chão de fábrica. O grande objetivo é realizar uma coleta de dados dos motores para que a manutenção seja mais eficiente. “Temos também os robôs colaborativos. O custo deles está bastante reduzido: já chegaram a custar R$ 1 milhão, hoje são encontrados a R$ 50 mil”, informa Clemenson.

Primeiro e mais importante passo para a Indústria 4.0

Conceitualmente, a Indústria 4.0 conecta máquinas, sistemas e pessoas ao processo produtivo, transformando as indústrias em fábricas inteligentes. Nelas, tanto os produtos quanto as máquinas serão capazes de realizar comunicação e monitoramento entre si.

Diante disso, os gestores precisam fazer um grande mapeamento do próprio negócio para conhecerem o nível de maturidade da empresa. Dado esse primeiro passo, é necessário ir além: conhecer o sistema de gestão integrado à manufatura. Questione se ele é eficiente para só depois começar a aplicar as tecnologias da Indústria 4.0.

Não só a alta gestão tem de estar preparada para a adoção de novas tecnologias. Da diretoria ao chão de fábrica, todos devem entender o que está acontecendo, afinal qualquer um pode contribuir com as mudanças. O operador de máquinas, por exemplo, é quem vai falar dos problemas que enfrenta e que a automação pode resolver.

Retorno sobre o investimento

Qualidade na produto final, economia produtiva, manufatura enxuta e tempo reduzido de produção são alguns pontos positivos após a implantação da Indústria 4.0 na setor da transformação do plástico. Contudo, o retorno depende da combinação de 3 fatores: estratégia adotada, modelo de negócio e tecnologia empregada.

A boa notícia é que a implementação pode ser feita por células. “Começa com o que tem, não precisa trocar a indústria inteira. Ela é implementada aos poucos, começa com piloto”, sugere Denilson Dominicheli, especialista em tecnologia do Instituto Senai de Tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *