Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

transformação digital para PME

Transformação Digital para PME: por onde começar?

Considerando a capacidade da empresa, é possível realizar uma transformação digital para PME aos poucos e com responsabilidade.

A pandemia do novo coronavírus trouxe muitas mudanças para a indústria. A adoção de tecnologias se tornou algo imperativo para garantir a sobrevivência dos negócios. Por isso, a Transformação Digital para PME virou um assunto muito mais importante do que já era. Essa tendência foi acelerada no momento atual, mas já é algo inevitável para o futuro das indústrias.

Por isso, trazemos neste post os primeiros passos para fazer a Transformação Digital para PME, abrangendo as vantagens e as possibilidades. Confira!

Transformação Digital para PME

Transformação Digital para PME é implementar uma mentalidade digital de ponta a ponta, em todos os setores da indústria. Apesar de o conceito parecer simples, as ações envolvidas neste processo nem sempre são vistas dessa forma. Na verdade, há muitos desafios para implementar este movimento inovador.

Desafios

Falta de orçamento e capacitação técnica podem ser grandes desafios na hora de fazer a Transformação Digital para PME.

Quanto ao primeiro ponto, existem, sim, soluções de baixo custo para Transformação Digital para PME, como redes sociais e softwares de gestão feitos especificamente para empresas de pequeno e médio porte. Mas essas são soluções simples, que não perfazem a totalidade de uma transformação.

Marcelo Pires, sócio-diretor da Neotix, empresa consultoria de transformação digital, destaca a falta de estrutura capacitada: “empresas pequenas normalmente não contam com uma área de tecnologia ou inovação estruturada para conduzir o processo, o que pode ser uma limitação, já que profissionais de outras áreas podem não entender a importância da mudança. Os investimentos em tecnologia podem ser altos também, por isso, antes de mais nada, é preciso ter um planejamento correto”.

Transformação Digital para PME na prática

Superar os desafios da Transformação Digital para PME não é fácil, mas é possível. Inicialmente, é preciso que ocorram ao menos dois acontecimentos essenciais e complementares:

  • Mudança na cultura da empresa: é preciso ter comprometimento de ponta a ponta, desde o chão de fábrica até a alta cúpula.
  • Aceitação de riscos: a inovação depende de estar aberto a riscos, a testar novas ideias e implementá-las. Isso também envolve o lado financeiro, porque investir em inovação tem um custo, ainda que pequeno inicialmente.

Além de entender que a transformação é feita para facilitar o dia a dia de pessoas e que a disseminação da cultura digital em toda a empresa é fundamental, é preciso desmistificar o uso da tecnologia. Apesar do medo natural da mudança, nada melhor do que capacitação e treinamento para que os profissionais aprendam a lidar com as inovações.

Lembre-se de que o resultado final será mais eficiência e redução de custos. Quer um bom exemplo de ferramenta na Transformação Digital para PME? Realidade Aumentada e Realidade Virtual.

Ferramentas de RA e RV no mercado industrial

Danilo Castro, fundador da MondoDX, startup de tecnologia focada em apoiar empresas no processo de transformação digital e inovação, cita 3 principais usos de ferramentas de RA (Realidade Aumentada) e RV (Realidade Virtual) no mercado industrial global:

O primeiro são os treinamentos interativos e imersivos. Eles incluem conteúdo em 3D realístico, com elementos visuais combinados a explicações técnicas detalhadas. Danilo destaca que não há limites para os conteúdos: “imagine explicar de forma impactante e perene até mesmo conceitos complexos, como estruturas internas de materiais, comportamentos de turbilhonamento, cisalhamento, descargas elétricas, vivência em situações de extremo perigo e montagens inteiras de equipamentos sem nem precisar sair do lugar”.

A segunda ferramenta é a Assistência Remota Aumentada. Por meio dela, a comunicação em vídeo se torna um meio de acelerar e padronizar o modo como operações são desempenhadas na ponta da operação. Como assim?

Castro explica: “neste ponto, a Realidade Aumentada associada a video-chats pode transformar completamente a experiência atual, associando o já comum ‘veja o que eu vejo’ a métodos mais assertivos, onde o especialista numa ponta pode apontar precisamente para o operador onde está o problema, dividir instruções visuais e interagir como se estivessem um lado do outro”.

Por fim, a terceira ferramenta são os Checklists Automatizados com Realidade Aumentada. É exatamente o que parece ser: um checklist com funcionalidades de realidade aumentada. É o caso da NDESTRY, destaque no mercado industrial brasileiro, por permitir integração com sistemas existentes (SAP e Salesforce), apresentação gráfica de rotas e pontos de interesse, dentre outras facilidades.

Na visão do fundador da MondoDX, as ferramentas possuem excelente custo-benefício e grande eficácia. Isso porque “resolvem pontos sensíveis e destravam aumentos crescentes na rentabilidade, tornando-se facilmente parte da cultura operacional com segurança e de forma escalável”.

Considerando a capacidade da empresa, é possível realizar uma transformação digital para PME aos poucos e com responsabilidade. Divida o planejamento em etapas, conforme os recursos disponíveis, e siga em frente!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar