Masterbatches - como escolher

Como escolher o masterbatch para seu projeto?

O masterbatch pode ser a opção ideal para diversos projetos. Saiba mais sobre sua aplicabilidade e diferenciais.

Entre as opções do mercado, é natural haver dúvidas na hora de escolher o pigmento ideal para o plástico. Nesse contexto, é importante conhecer mais sobre o masterbatch, uma das opções mais versáteis para esse fim. Um masterbatch é um composto de resina plástica combinado com diferentes produtos, sendo esses pigmentos, corantes, aditivos, cargas minerais, entre outros.

Ele tem por objetivo auxiliar na aplicação final, e o processo requer desde boa dispersabilidade dos pigmentos até a boa homogeneização dos produtos. O masterbatch tem a capacidade de gerar desde peças com melhor processabilidade até aquelas mais resistentes.

Os principais tipos de masterbatch utilizados no mercado são os brancos, pretos, os de aditivos, composto de carga e os coloridos. Não é muito difícil escolher o pigmento ideal para o plástico com o uso dos masterbatches, pois eles possuem excelente poder tintorial, boa dispersão, adequada homogeneização e resistência à migração. Além disso, têm boas propriedades mecânicas e resistência ao rasgamento.

Vale salientar que, ao ser combinado com aditivos, o masterbatch oferece benefícios extras, como proteção à radiação ultravioleta, estabilidade térmica, resistência à propagação de chamas, efeito bactericida, dissipação de calor e condutividade elétrica e térmica.

Como escolher o pigmento ideal para o plástico: masterbatch e a personalização de peças

A personalização de produtos se torna possível devido ao contexto de processabilidade que o masterbatch oferece, conforme explica o gerente de marketing da Multicolor, Tiago Avrela: “sem que seja feito um processo intermediário, não é possível o uso de determinados produtos. Por outro lado, a combinação de produtos sinergéticos permite melhores resultados de desempenho do produto final”.

Ainda há o exemplo dos masterbatches líquidos, que consistem em uma mistura personalizada de aditivos e pigmentos dispersos em um veículo líquido, escolhido de modo a assegurar compatibilidade com o polímero de uso final. Eles são uma excelente opção quando o assunto são cores transparentes ou translúcidas, peças com paredes muito espessas e clientes cujas operações envolvam várias mudanças de cor por turno.

Cabe salientar que os masterbatches são a melhor opção quando é necessário escolher o pigmento ideal para o plástico que seja sensível ao calor. Os masterbatches líquidos podem ser formulados para melhorar as propriedades de fluxo do polímero, com menos tempo de enchimento e menor ciclo de injeção de molde, assim como melhor rendimento de extrusão e baixa velocidade do parafuso.

Masterbatches: as aplicações

As aplicações do masterbatch são as mais diversas. As principais são extrusão, injeção e rotomoldagem, mas outras aplicações também existem no mercado. 

“No mercado de extrusão, encontramos os produtores de perfis plásticos assim como a produção de extrusão de filme, já o segmento de injeção contempla uma das maiores fatias, sendo o principal processo a produção de peças plásticas, como exemplo, a indústria automotiva”, pontua Avrela.

Vale destacar, ainda, que o processo de rotomoldagem permite a produção desde peças de implementos agrícolas a playground para crianças.Trata-se de um material com características diversificadas e muita versatilidade.

Tendências entre tecnologias e masterbatches

As tecnologias em masterbatches têm apresentado diversas soluções para atender às necessidades existentes no Brasil. O masterbatch com índice UV significa escolher o pigmento ideal para o plástico utilizado em lugares abertos, nos quais a incidência de raios UV mereça atenção - como braceletes para crianças usarem ao brincar em dias ensolarados. Dependendo da intensidade dos raios, o bracelete mudará de cor, e os pais, fazendo contato visual, saberão quão forte os raios estão para seus filhos naquele local.

Já os térmicos são separados em termocrômicos e termosensíveis. O primeiro muda de cor para indicar temperaturas negativas, e o segundo, por sua vez, tem sua tonalidade alterada para registrar temperaturas positivas.

O master termocrômico pode ser usado por termoplásticos, que serão acondicionados em frigoríficos e congeladores, como um pote de sorvete. Já o masterbatch termossensível pode ser uma boa alternativa para peças que entrarão em contato com calor - tais como o proporcionado por forno, fogão, cabos e fios elétricos. Outra tendência importante é o uso de materiais feitos a partir de fontes renováveis e biodegradáveis, focados, principalmente, na redução do impacto ambiental.

A eliminação do uso de pigmentos com metais pesados, como cádmio, cromo e chumbo, substituídos por pigmentos e corantes orgânicos de ótimo desempenho torna o masterbatch uma solução sustentável e requisitada em um mercado cada vez mais preocupado com os impactos das atividades produtivas no meio ambiente.

Você já conhecia as propriedades do masterbatch? Tem alguma dúvida sobre como escolher o pigmento ideal para o plástico? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar