Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

aditivo-plastico

Tendências: o que há de mais novo no mercado de aditivos?

A demanda para o plástico está crescendo gradativamente, o que faz com que a indústria busque alternativas tecnológicas para melhorar processos e criar aditivos que acompanhem a necessidade e as atualizações do mercado.

Um exemplo desse crescimento e da necessidade de novos processos é que peças metálicas são, com frequência, substituídas por peças de plástico na indústria automotiva, na construção civil e na agricultura, o que, além de tudo, traz benefícios e promove a sustentabilidade.

Aumento das capacidades do plástico com uso de aditivos modernos

Em especial para a construção civil, o diretor comercial da Realmaster, Rodrigo Alessandro Rodrigues, afirma que há novas soluções que “aumentam a resistência mecânica e com estabilizantes dimensionais para aguentar pesos e impacto. Há aditivos ultravioletas e absorvedores ultravioletas para produtos que ficam muito tempo expostos ao sol. Eles têm o objetivo de manter a propriedade do polímero e não alterar a cor visualmente”.

Em relação a novidades no que diz respeito às embalagens, estão sendo criados aditivos para a indústria do plástico que oferecem proteção contra exposição prolongada à luz UV e variação de temperatura, entre outros fatores de desgaste, oferecendo resistência ao envelhecimento, durabilidade ao material e proteção ao conteúdo da embalagem.

“Há no mercado soluções em aditivação que podem proteger o filme do amarelamento e do pinking, que é a coloração rosa que pode ocorrer quando as bobinas estão armazenadas no estoque”, pontua o gerente de negócios de aditivos para plástico da BASF, José Capozzi.

Além disso, cada vez mais as pessoas querem saber sobre as propriedades do material que estão comprando, por isso, é importante o fornecimento de informações obrigatórias regulatórias por meio da ficha de dados de segurança e do rótulo do produto, bem como as informações de segurança de produtos e certificado de aprovação de uso em contato com alimentos.

Já nas fibras, fitas, geotêxteis, além de requisitos obrigatórios de estabilidade térmica e de luz, os conversores geralmente enfrentam desafios de fabricação industrial. A produção de fibras e fitas com problemas de processamento e paradas de produção pode levar à redução de capacidade ou inconsistência de qualidade.

Além do que foi citado, pode-se alcançar excelente desempenho de custo ajustando a dosagem e outros componentes da formulação. Outras aplicações podem ser consideradas, em particular, monofilamentos, de poliolefinas e fitas para telas e sombreamento, andaimes, geotêxteis e big bags.

Aditivos para plásticos utilizados na agricultura

Os filmes agrícolas também possuem novidades no que diz respeito a aditivos para a indústria do plástico.Muitas soluções de aditivos estabilizantes para coberturas de estufas durante toda a vida útil podem oferecer filmes com resistência moderada a pesticidas e contaminantes.Além disso, a produção de plástico para o agronegócio já consegue atender a uma variedade de parâmetros, tais como região da produção, estrutura do filme, culturas e tratamentos associados, duração do filme exigido, entre outros.

Cabe ressaltar sobre esse tipo de produtos que a presença de enxofre e halogênio interferem na eficiência da maior parte dos estabilizantes à luz convencional, por isso, os aditivos para a indústria do plástico possuem uma tecnologia exclusiva de estabilizante à luz, que apresenta alta performance na presença de defensivos químicos, prolongando a durabilidade dos filmes agrícolas nos mais diversos cultivos.

Os retardantes de chamas são aditivos que trazem soluções isentas de halogenado e metais pesados por uma questão toxicológica e ambiental. É preciso estar atento, pois existe uma forte tendência para os próximos anos de soluções que atendam a regulamentações, principalmente, em se tratando do mercado de exportações, visto que já é uma realidade a proibição de utilização de retardantes à chama halogenados.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar