calendário de manutenção de máquinas da indústria plástica

Calendário anual de manutenção: porque você deveria montar o seu

Um calendário de manutenções pode ajudar a manter sua indústria funcionando sem sustos. Confira!

A manutenção feita de forma regular é fundamental para garantir a vida útil não apenas da máquina em si como também da indústria. Isso porque ela proporciona uma economia de recursos, evita paradas indesejadas de máquinas, atraso na produção de peças, insatisfação dos clientes em função dos atrasos, defeitos em peças injetadas por problemas nas máquinas e preserva os equipamentos, além de evitar acidentes. Por isso, montar (e seguir) um calendário de manutenção é algo tão estratégico para as indústrias.

Ainda, adotar um calendário de manutenção é bastante importante para que o reparo no maquinário seja feito de forma eficiente e para assegurar que cada equipamento, de fato, cumpra o seu propósito na operação do negócio.

“Por meio da manutenção, é possível evitar que haja máquinas perigosas, ineficientes e incapazes de realizar tarefas no parque fabril. Esse planejamento também possibilita que não se tenha desperdício de matéria-prima com peças rejeitadas e com um número grande de horas com o mesmo pedido”, destaca Ronaldo Gomes Morais, instrutor de ensino profissionalizante na área de injeção de plástico da Escola LF (Escola Laurentino de Freitas).

Montando seu calendário de manutenção

Nessa área, as manutenções seguem perfis bem específicos e que devem ser olhados com muita atenção. No seu calendário de manutenções, no entanto, não podem faltar os perfis a seguir, pois cada um deles tem um propósito muito claro: ajudar a garantir mais vida útil e produtividade à cada máquina dentro da indústria.

1. Manutenção preditiva 

Esse tipo de manutenção é aquela que monitora o desempenho do maquinário de forma periódica e aponta aspectos que podem vir a causar falhas no futuro. A sua importância é de proporcionar que providências eficientes sejam tomadas antes que a produção seja paralisada ou que, de fato, problemas impactem negativamente na operação do negócio.

2. Manutenção preventiva

A partir de procedimentos como limpeza e reparos nas máquinas e peças, a manutenção preventiva tem por objetivo prevenir paradas e acidentes decorrentes de danos e falhas. É um tipo de manutenção programada, pois é agendada com antecedência.

3. Manutenção corretiva

Esse perfil acontece quando as paradas são inevitáveis. Nesse caso, tentar corrigir os danos da melhor forma possível é fundamental. Ela é a manutenção de maior ônus e é aquela que ninguém quer ter que recorrer, pois, em geral, leva à substituição de peças quebradas, defeituosas ou casos semelhantes.

Dicas para seu calendário de manutenção ser assertivo

Além do cuidado para seguir os diferentes tipos de manutenção, é preciso, ainda, atentar-se para outros fatores. Um dos aspectos importantes para se adotar corretamente o calendário de manutenção é contar com profissionais qualificados e capacitados para a execução das atividades relacionadas a ele.

Isso porque, se as manutenções não forem feitas com o rigor exigido e por pessoas que entendam o funcionamento da máquina, elas podem trazer problemas no curto prazo, prejudicando também a produtividade e a operação da indústria. Além disso, o registro dos reparos feitos em um livro de manutenções (físico ou virtual) para que se tenha esse controle é primordial.

“Não se pode esquecer de se fazer a reposição das peças com aquelas de boa qualidade, acompanhando constantemente os equipamentos, criando procedimentos para esse acompanhamento e treinando o pessoal para o manuseio correto das máquinas”, recomenda Morais.

Lembrando de que a falta de cuidado com esse detalhe pode levar a sérios problemas que podem acarretar desde a perda de clientes até danos irreversíveis aos equipamentos.

Agora que você já sabe mais sobre como montar seu calendário de manutenção, confira outras dicas para aumentar a produtividade em sua empresa.

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar