Mundo do Plastico faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Entenda a importância dos lubrificantes para a indústria do plástico

A importância dos lubrificantes para a indústria do plástico.png
O uso correto de lubrificantes na indústria de plásticos pode refletir em redução de custos e aumento de produtividade e rentabilidade

Será que sua empresa utiliza lubrificantes para indústria do plástico de forma correta? Seja líquido ou semi sólido, essas substâncias são muito importantes para uma produção segura e econômica.

Entenda melhor sobre a importância dos lubrificantes para a indústria do plástico!

Importância dos lubrificantes para indústria do plástico

Os lubrificantes para indústria do plástico têm um papel fundamental para a preservação de máquinas e equipamentos. O maquinário apresenta um grande número de componentes e elementos que permanecem em movimento constante diariamente. Isso significa que o atrito gerado entre as peças pode contribuir diretamente para seu desgaste.

Portanto, o uso de lubrificantes se torna essencial para a manutenção dos bens da fábrica, bem como para sua produtividade. Mas essa não é a única importância dos lubrificantes para indústria do plástico. Consequentemente, vemos uma entrega de maior qualidade.

Maior qualidade final do produto

Marcos Rogério Ziliani, especialista em Processos e Polímeros, pontua que “os lubrificantes fazem parte de uma classe importante de aditivos e, quando bem aplicado, trazem inúmeros benefícios tanto no polímero, quanto em relação ao processamento, além de melhoria na produtividade e na qualidade final do produto”

Ele explica o motivo: “[o lubrificante] é capaz de reduzir o atrito no equipamento, melhorar a desmoldagem, reduzir o gasto energético durante o processamento, melhorando inclusive a janela de processamento”.

Porém, Ziliani faz uma ressalva sobre o uso: “como todo aditivo, seu uso deve ser avaliado em termos de toxicidade, compatibilidade com o polímero e processo, sua quantidade de uso e forma de incorporação. Para isso, os formuladores devem se atentar à estrutura e propriedade dos polímeros x lubrificantes, fazer testes de uso e de migração”.

Segurança e confiabilidade do parque fabril

A importância da lubrificação para a indústria do plástico tem respaldo científico. De acordo com Ernest Rabinowicz, pesquisador do Massachusetts Institute of Technology (MIT), a degradação da superfície das peças (desgaste) responde por 70% das interrupções de um equipamento. Ele apontou a lubrificação inadequada como a razão de desgastes prematuros em elementos de movimentação.

Sendo assim, realizando uma lubrificação correta, a indústria consegue assegurar a integridade de seus maquinários, o que confere mais segurança e confiança ao parque fabril. Os profissionais sabem que podem confiar nas máquinas e equipamentos, pois a manutenção está em dia. No mesmo sentido, os gestores podem fazer projeções da produção, mesmo considerando eventuais interrupções por outros motivos.

O processo de lubrificação

A lubrificação é um processo necessário e estratégico. Ceras poliméricas, estearato de zinco, cálcio ou magnésio são os lubrificantes mais comuns na indústria. Mas eles não são utilizados indiscriminadamente. 

Um processo de lubrificação correto é aquele que considera exatamente qual o melhor lubrificante para determinada situação. E além de saber qual deles deve ser empregado, é fundamental precisar o momento do uso, a quantidade e o local.

Utilizar corretamente lubrificantes para indústria do plástico tem, inclusive, um nome: “Planejamento de Lubrificação”. Esse planejamento nada mais é do que a coordenação e o controle desses fatores, que vão interferir diretamente na dinâmica de manutenção dos equipamentos.

Tipos de lubrificantes industriais

Os lubrificantes para indústria do plástico (e também para outras indústrias) podem ser líquidos (óleo) ou semi sólidos (graxa). Cada um dos tipos possui uma finalidade específica e maior desempenho quando há uso adequado.

O lubrificante líquido é submetido a muitos testes antes de ser utilizado, de modo que sua eficiência e qualidade sejam garantidas. Se pensarmos em sustentabilidade, são opções interessantes, porque também podem ser biodegradáveis. Vale destacar que a presença de um profissional capacitado e adequado é necessária para manuseio e execução da manutenção.

O lubrificante semi sólido pode ser semelhante ao líquido, mas também combinado a aditivos e agentes engrossadores. Sua função, por ter um aspecto mais encorpado, é executar ações específicas de manutenção. Assim como o lubrificante líquido, pode ser biodegradável ou sintético.

O uso correto de lubrificantes para indústria do plástico pode provocar redução de custos e aumento de produtividade e rentabilidade. Além disso, proporciona um produto final de maior qualidade e máquinas e equipamentos mais seguros e confiáveis.

Quer outras práticas e soluções para aumentar a produtividade em sua indústria? Conheça mais sobre o housekeeping!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar