Mundo do Plastico faz parte da divisão divisionName da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Gargalos de produção

Gargalos de produção na indústria do plástico: como identificar e corrigir

Qualquer obstáculo que interfira nos processos produtivos de uma indústria pode ser encarado como um gargalo de produção. Eles afetam a qualidade do produto final, os serviços prestados ou até mesmo o lucro da empresa. Aprender a identificar os gargalos de produção e, principalmente, a corrigi-los, é fundamental.

O gargalo pode estar em qualquer ponto da cadeia produtiva. Ou seja, pode ser um gargalo na entrada (no tempo de recebimento de novos materiais do fornecedor, por exemplo), no meio (tempo de fabricação de uma determinada peça de um aparelho) ou no final da cadeia (velocidade de venda dos produtos fabricados). Confira a seguir algumas dicas para lidar com gargalos de produção.

Faça o mapeamento dos processos

Mapeie todas as etapas do processo produtivo da sua empresa. Faça também a avaliação do desempenho de cada uma delas. Assim, será possível perceber onde se encontra o gargalo e as possíveis oportunidades de melhoria. Construir um fluxograma pode ajudar bastante também.

Identifique problemas e possíveis causas

Crie uma lista dos problemas críticos que estão limitando sua capacidade de produção. Aqui, é interessante envolver as equipes responsáveis em cada etapa. Isso porque eles podem trazer visões diferentes, não detectáveis por quem olha o processo de fora. Assim, será possível descobrir erros que o mapeamento possa ter deixado passar. O diagrama de Ishikawa (também conhecido como espinha de peixe ou causa-efeito) pode ajudar. É um bom momento para investir em um plano de negócios.

Problema com mão de obra: como resolver?

É possível identificar a mão de obra como um dos gargalos de produção. Fabio Renato Silva Lopes, coordenador de atividades técnicas da Escola SENAI Mario Amato (SP), garante que cursos na área disponibilizados pela instituição podem ajudar. “A formação de nível técnico abrange as necessidades da indústria, pois o curso foi elaborado com metodologia específica por competências, considerando a participação de membros da indústria, academia e especialistas do SENAI, com uma grade de 1.500 horas de carga horária. Da mesma maneira, o curso de Tecnólogo em Polímeros mantém as mesmas características, em uma grade que contempla Gestão, Materiais e Processos em Materiais Plásticos.”, conta.

Ou seja, investir em capacitação é uma estratégia viável para lidar com problemas relacionados à mão de obra. “Alguns cursos de formação continuada possuem grades específicas, considerando a demanda das empresas, que, normalmente, implicam em cursos de preparação de operadores”, completa.

Preparo desde a base

Já Edmilson José Smaniotto, Coordenador da Escola Senai Conde Alexandre Siciliano, acredita que a melhor forma de preparar a mão de obra para o mercado de trabalho começa no Ensino Fundamental. “O trabalho não pode ser visto como algo à parte, um fardo. Ele tem de ser apresentado para a criança como uma oportunidade de crescimento pessoal e de autorrealização. A criança deveria ser capaz de relacionar conceitos de ciências, matemática e português com situações do seu cotidiano. A escola precisa capacitar seus docentes, realizar parcerias com a indústria, trazê-la para dentro da escola. Principalmente quando se trata de ensino profissionalizante”, comenta.

“O jovem deve vislumbrar inúmeras possibilidades dentro de sala de aula e receber a devida capacitação para disputar o seu lugar no mercado de trabalho. O SENAI São Paulo contribui significativamente na formação de mão de obra qualificada para a área do plástico, por meio de cursos técnicos de nível médio e tecnólogos de nível superior, além de contar com os cursos de Formação Inicial e Continuada, por meio dos quais, com o conhecimento adquirido, poderá ser possível eliminar diversos gargalos dessa indústria”, analisa.

plano de negócios

Ocultar comentários

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar