Gestão

Confira os conteúdos mais acessados do ano em nosso canal

O ano de 2018 está chegando ao fim deixando para o setor do plástico a expectativa de que, em 2019, a economia brasileira siga crescendo em um ritmo constante. E como nos últimos 12 meses, produzimos diversos materiais para ajudar você a conquistar os melhores resultados para o seu negócio, separamos, a seguir, os cinco conteúdos mais acessados neste ano em nosso canal. Confira!

1. Injeção plástica: como calcular a força de fechamento?

A força de fechamento é necessária para manter o molde fechado, já que, durante o processo de injeção, ocorre uma força contrária. No entanto, não são todos os operadores que sabem como calculá-la, abrindo espaço para diversos problemas. Saiba mais!

2. Extrusão de filmes balão e tubular: você sabe como fazer?

Apesar de parecer simples, o processo de extrusão de filmes balão ou tubular exige o uso de tecnologias e a qualificação adequada dos profissionais envolvidos para evitar prejuízos, como danos aos equipamentos, desperdícios de matérias-primas, contaminações e acidentes. Confira o os detalhes aqui.

3. Conheça as aplicações mais comuns das resinas na indústria brasileira

A resina plástica é um material sintético e orgânico, produzido a partir da união de moléculas em cadeias poliméricas derivadas do petróleo. Embora já existam resinas feitas a partir de fontes renováveis, elas ainda são minoria no mercado. Veja!   

4. Confira os tipos de aço mais indicados para a fabricação de moldes 

Na indústria de transformação do plástico, alguns detalhes têm influência direta na produção do chão de fábrica. Os aços utilizados na fabricação dos moldes de injeção são um exemplo disso. Confira os detalhes.

5. Como escolher e usar corretamente compostos e aditivos para termoplásticos?

Na indústria de transformação, saber escolher e usar corretamente os compostos e aditivos durante o processamento de termoplásticos é fundamental para a conquista de bons resultados. Mas o que é preciso considerar para não sofrer com opções inadequadas? Clique aqui e para saber mais! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *