Oportunidades

Plástico Brasil discute temas relacionados à sustentabilidade em dia agitado

A sustentabilidade permeou as ações do terceiro dia da Plástico Brasil. Além de acompanharem o lançamento de novos serviços e das mais variadas tecnologias desenvolvidas pelas cerca de 400 marcas expositoras do evento, os visitantes que passaram pelo pavilhão do São Paulo Expo nesta quarta-feira, 22 de março, puderam conferir um panorama completo sobre o uso do PET reciclado no País, além das possibilidades proporcionadas pelo uso inovador e eficiente do gás natural na indústria do plástico e as estratégias de modernização que podem ser empregadas nesse sentido.

Em seu último dia, a PETtalk – Conferência Internacional da Indústria do PET, promovida pela Associação Brasileira da Indústria do PET (ABIPET), prendeu mais uma vez a atenção do público com sua grade de programação repleta de palestras e debates aprofundados indispensáveis para os profissionais do setor. Entre os temas abordados, destaque para a empresa Globalpet, que abordou os requisitos necessários referentes à segurança sanitária para o uso do PET-PCR em aplicações que oferecem contato direto entre a embalagem e o alimento.

O Grupo Pão de Açúcar também contribuiu para o debate ao apresentar a visão do setor varejista sobre a embalagem de PET, assim como a relação da companhia com o meio ambiente, com o programa “Estações de Reciclagem”, considerado o maior entre o setor privado do Brasil, que já coletou mais de 120 mil toneladas de material reciclado – 33 mil toneladas só de plástico – doado por cooperativas parceiras, numa “tabelinha” inédita entre a indústria e o varejo. Além disso, foram apresentados os desafios implícitos nessa relação, causados pela dificuldade de garantir a procedência dos resíduos pós-consumo e, consequentemente, as questões sanitárias relacionadas à sua utilização.

Gás natural
Diante dos altos custos do setor elétrico e da preocupação com o aquecimento global, as indústrias voltam-se cada vez mais para soluções alternativas de energia elétrica que proporcionem mais economia e qualidade, como o uso do gás natural. Em uma palestra especial promovida pelo Instituto de Energia e Ambiente da USP (Universidade de São Paulo) para o público da Arena Técnica da Plástico Brasil, os  palestrantes Alexandre Gallo e Danielle Johann apresentaram  as oportunidades para o uso do gás natural no mercado de transformação de plástico (chillers de absorção e queimadores radiantes) e as barreiras que ainda impedem a implementação desse tipo de energia, como a ausência de especialistas no assunto e a falta de informação.

A Plástico Brasil é uma iniciativa da ABIMAQ – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos e da ABIQUIM – Associação Brasileira da Indústria Química, com organização e promoção da Informa Exhibitions, a Plástico Brasil segue a tendência mundial de feiras promovidas pelas entidades representativas, visando ao desenvolvimento do setor, melhoria das empresas e fomento dos negócios.

Para visitar, faça agora seu credenciamento gratuito neste link.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *